sexta-feira, 4 de junho de 2010

A INJUSTIÇA DE AMAR


Cada ato ou efeito da vida é uma injustiça, é um desencontro, uma coincidência, um pensamento errado ou uma ação ignorante.
A dura sina da vida é ter de aceitar o egoísmo das nossas escolhas, as mais fúteis, e hipócritas decisões.
É inacreditável como o universo pode ainda conseguir ficar impassível diante do sofrimento humano, e me refiro ao maior e mais puro sentimento, o amor. Que é aquele que nos torna ingênuos e nos leva de volta ao jardim de infância pra nos ensinar mais uma vez a andar de bicicleta. E cruelmente é a maior vitima da irremediável força do destino, ou melhor, impassibilidade do destino, que tudo vê tudo pode mudar, mais nada faz.
Eu mais uma vez absorvida pelas minhas idéias difusas, acredito piamente no amor, e acreditando nele, sou obrigada a sentir na pele a impassibilidade da vida.

Um comentário:

otavio disse...

muito boa as suas postagens, sempre tras alguma mensagem por tras *-*